Instalando o Zabbix 3.2.1 no Debian 8.6 a partir do código fonte

Como root digite a seguinte sequência de comandos (não copie e cole o bloco inteiro). Será pedida uma senha para o MySQL:

wget http://repo.zabbix.com/zabbix/3.2/debian/pool/main/z/zabbix/zabbix_3.2.1.orig.tar.gz
tar zxvf zabbix_3.2.1.orig.tar.gz
cd zabbix-3.2.1
apt install snmp mysql-server libmysqld-dev libsnmp-dev libssh2-1-dev libopenipmi-dev libcurl4-openssl-dev apache2 php5 php5-gd php5-mysql fping sudo build-essential
./configure --sysconfdir=/etc/zabbix --enable-server --disable-static --disable-proxy --enable-agent --disable-ipv6 --with-libcurl --with-net-snmp --with-ssh2 --with-openipmi --with-mysql
make install
cp -a frontends/php /var/www/html/zabbix
chown -R www-data:www-data /var/www/html/zabbix
groupadd zabbix
useradd -g zabbix zabbix

Continue lendo “Instalando o Zabbix 3.2.1 no Debian 8.6 a partir do código fonte”

NetBox, um DCIM + IPAM livre feito em Django

Garimpando pela net encontrei o NetBox, um sistema que une a capacidade de DCIM (Data Center Infraestructure Management)  e IPAM (IP Address Management). É desenvolvido por Jeremy Stretch, funcionário da Digital Ocean e está sob a licença Apache. Com ele você cadastra seus PoPs, Racks, Dispositivos, interfaces dos dispositivos, associando o uso dos endereços IP em cada um deles (vinculando às interfaces), além das conexões entre eles. Além disso é possível cadastrar VLANs, Circuitos, Senhas entre outras informações úteis para documentar uma rede e fazer inventário. Ideal para provedores que estão crescendo e precisam ter controle sobre a sua rede.

Continue lendo “NetBox, um DCIM + IPAM livre feito em Django”

Restringindo o acesso no RouterOS através do WebFig

Todos vocês devem conhecer o WebFig, o sistema web de gerência do RouterOS, similar ao Winbox. O que talvez nem todos saibam é que, com ele é possível restringir o acesso dos usuários à menus e submenus específicos, evitando com isso que eles vejam mais informações do que precisam. É uma forma de aumentar a segurança e de simplificar a interface, deixando-a mais limpa, com apenas o necessário.

O WebFig tem um recurso chamado skin, que é como se fosse um template, onde você pode definir o que cada usuário pode ou não acessar. Esse skin é editado e definido dentro da própria interface do WebFig. Vamos supor que a gente queira dar acesso para uma atendente apenas olhar as interfaces físicas, as conexões PPPoE e Hotspot, visualisar os Neighbors e os Logs, além de poder dar um ping e um traceroute. Vamos ver como configurar a skin para essa finalidade. Continue lendo “Restringindo o acesso no RouterOS através do WebFig”